" CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ "

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

JESUS OU BARRABÁS?

A paz de Cristo. A Palavra de Deus nos surpreende com seus
 acontecimentos e revelações. Creio que todo leitor já deva ter se deparado
 com um texto que lhe chamou mais a atenção.


Quando me deparo com o texto de Mateus (27: 11-26), e vejo o povo mandando
 soltar a “Barrabás” e crucificar a “Jesus, o Cristo”, mesmo sabendo das
 profecias, mesmo entendendo que era inevitável que isso acontecesse
 para que o pecado fosse tirado do mundo, reflito e me espanto com a cegueira 
de todo aquele povo.

A impressão que se tem é a seguinte, pelo menos da minha percepção: Não
 importava o fato de Barrabás ser conhecido pelos seus delitos, que mal 
teria em se soltar alguém que com certeza voltaria a cometer os
 mesmos crimes. Indagado, o povo não teve dúvidas, estava decidido,
 em coro responderam a Pilatos: Seja crucificado a Jesus! Acredito 
que qualquer comentário a mais sobre esse assunto da minha parte
 é desnecessário visto a contextualização dos fatos.

Infelizmente, muitas das vezes temos soltado as atitudes que condenaram
 a Barrabás dentro de nós e ignorado a Cristo. Barrabás simboliza por meio
 de suas ações o pecado, a desobediência e toda obra da carne. Sabemos 
quais são os frutos do Espírito Santo, mas ao soltar Barrabás damos 
liberdade à ira, discórdia, inveja e a todo tipo de pecado. Ficamos cegos,
 sabemos no íntimo o que é o certo, mas fazemos o errado. Diz a Palavra que
 o povo foi persuadido pelos principais sacerdotes e anciãos a tomarem 
tal decisão, assim também, a nossa carne em embate diário contra o espírito
 quer que soltemos Barrabás e que façamos aquilo que desagrada a Deus.
 Que ao olhar para Barrabás vejamos um exemplo do que não deve ser
 feito em nossas vidas.

Quero deixar uma pergunta de reflexão não apenas para este dia, mas para
 a vida toda:

Jesus ou Barrabás?